Suprimentos 5.0.: precisamos falar sobre isso!!!

Quando observei a chegada do ". (ponto) alguma coisa" era para saber se um carro tinha mais ou menos potência. Do GOL 1.8 para o GOL GTI 2.0, do KADET 1.6 para o KADET 2.0, por exemplo, ... Depois, esta forma começou a expressar os avanços em processos, mostrando suas contínuas evoluções. INDUSTRIA 3.0, INDÚSTRIA 4.0 e por aí estamos seguindo.


E eis que hoje discutimos o surgimento do "Suprimentos 5.0".

Mas enfim, o que é a Cadeia de Suprimentos 5.0? Como difere da Cadeia de Suprimentos 4.0?

Cadeia de Suprimentos 4.0

No Supply Chain 4.0 a automação e interoperabilidade entre tecnologias e operações são os principais temas. Ele ressalta a necessidade de máquinas inteligentes e conectadas para permitir maior desempenho e eficiência da cadeia de suprimentos. Uma linha que o Suprimentos 4.0 segue é que a intervenção humana deve ser mínima.

A Supply Chain 4.0 aproveita soluções e recursos da evolução tecnológica, incluindo Internet das Coisas, Robótica, Big Data Analytics e Blockchain. Aqui, as integrações de sistemas e dados são os principais desafios.

Características


  • Desempenho otimizado da cadeia de suprimentos

  • Colaboração em tempo real e sem atrito

  • Maior eficiência nas áreas solicitantes e de apoio

  • Maior capacidade de resposta, flexibilidade e agilidade

  • Compliance

  • Maior qualidade

  • Cumprimento de prazos mais rápido

  • Foco no cliente

  • Possibilita a customização e personalização de produtos.

  • Aproveita inteligência artificial, aprendizado profundo e análise de dados para entender as necessidades de personalização dos clientes internos e parceiros.


Cadeia de Suprimentos 5.0

Enquanto a Cadeia de Suprimentos 4.0 faz "uma separação clara entre humanos e máquinas, especificamente robôs”, a Cadeia de Suprimentos 5.0 os “reconcilia”. Aqui, destaca-se a importância da colaboração perfeita entre máquinas mais inteligentes (cobots) e humanos.

Mas por que trazer o “toque humano” de volta à cadeia de suprimentos? Para permitir a modificação ou criação de alguma coisa de acordo com preferências ou especificações pessoais em massa, que é o objetivo da quinta revolução industrial (Indústria 5.0).

A Indústria 5.0 visa atender às necessidades de experiência customizada da jornada de compra, o que requer a combinação certa de criatividade humana e eficiência da máquina.

O pesquisador Esben Østergaard coloca que, "enquanto os robôs são excelentes na fabricação de produtos padrão em processos uniformizados em um alto volume de produção, adicionar esse chamado algo especial a cada produto é um desafio em que os robôs exigem orientação”.


O toque humano não é apenas necessário para personalizar produtos ou serviços, mas também para garantir processos de cadeia de suprimentos perfeitos de ponta a ponta: desde a seleção das matérias-primas corretas até o entendimento dos requisitos de personalização e customização de clientes individuais.


Para ser capaz de abraçar a mudança de forma inteligente e confiante, a cadeia de suprimentos precisa implementar uma infraestrutura de dados que permita tornar tais informações coletadas seu melhor aliado ao abraçar a mudança. Suprimentos precisa buscar uma solução de integração de dados sem atritos.


A pandemia do COVID-19 mostrou que a resiliência é crucial, principalmente para mudanças de rumo de forma rápida e confiável. O que estamos aprendendo com a revolução 5.0 é que, investir em uma solução que não apenas acelere a integração tendo o suporte da contextualização de dados, mas também possa capacitar e transformar a área de suprimentos inteligente, criará uma nova área com valores adaptáveis. É, portanto, melhorar a integração da cadeia de suprimentos para parcerias mais estratégicas.


E se formos olhar para nossa realidade, qual o maior desafio que estamos enfrentando nesta era do Suprimentos 5.0?


#suprimento #digital #tecnologia #processo #industria #supply

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo